Blazer: uma peça essencial no guarda-roupa masculino.

Sim, o blazer tornou-se uma das peças mais requeridas e essenciais do guarda-roupa masculino, principalmente na última década, onde a versatilidade e liberdade se incorporou nos escritórios e no life style de muitos profissionais. Seja ele formal ou casual, o blazer é capaz de se encaixar em praticamente todos os ambientes e dress codes.

O tecido do blazer pode variar entre o algodão, linho, lã, veludo, e até moletom
O tecido pode variar entre o algodão, linho, lã, veludo, e até moletom.

 

Blazer social VS Blazer casual

Social

blazer social Garbo
O blazer social é capaz de dar um UP nos visuais mais descontraídos.

Os ombros bem estruturados são herança do terno. É o registro classudo que vai manter a elegância. Mas fica a dica: vai para o happy hour? Vista seu clássico com uma sarja e jeans e seja feliz!

Casual

blazer_bege_garbo
Blazer em cores claras combinam mais com o dia. Para não errar, opte por um visual mais descolado com camisa para fora da calça jeans ou sarja.

O desenho da peça acompanha os ângulos do corpo mas preserva a fórmula refinada da alfaiataria. Os ombros tem pouco enchimento, silhueta mais justa e levemente mais curtos. É encontrado também em tecidos mais inusitados como a sarja e moletom.

 

Onde surgiu o Blazer?

Ele nasceu na Inglaterra em 1837, para impressionar a rainha Victoria. Sua Majestade fez uma visita de inspeção à fragata H.M.S Blazer, e o comandante encomendou um look especial para a data. Um paletó de sarja azul-marinho com botões dourados. Detalhe: Para que nenhum marinheiro limpasse o nariz nas mangas, ele pediu botões também nos punhos.

Tags: , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *